عربي - Deutsch - Française - Português - Español - - Italiano - русский

Chat ao vivo

Chat ao vivo

Se quer colocar qualquer pergunta acerca do Islam!

Como se verter ao islamismo?

Como se verter ao islamismo?

Nos estamos do seu lado em qualquer tempo, Coloque a sua questao e nos as respondemos gracas a Allah

O Alcorão foi revelado por Deus, ao profeta Muhammad (que a Paz e a Bênção de Deus estejam sobre ele) através do anjo Gabriel, ao profeta Muhammad só coube receber, preservar e transmitir essa mensagem para as pessoas e explicar o que necessitava de explicação. Diz Deus o Altíssimo:

"Certamente ( este Alcorão ), é uma revelação do Senhor dos mundos. Com ele desceu o Espírito Fiel, Para o teu coração, para que sejas um dos admoestadores, Em elucidativa língua árabe." (Alcorão Sagrado 26:192 à 195)

e diz:

"E a ti revelamos a Mensagem, para que elucides os humanos, a respeito do que foi revelado, para que meditem." (Alcorão Sagrado 16:44)

E é essa particularidade a diferença entre o Alcorão e as tradições do profeta visto nas tradições os significados serem de Deus e o texto do profeta, diz Deus o Altíssimo:

"Nem fala por capricho. Isso não é senão a revelação que lhe foi revelada." (Alcorão Sagrado 53:3 e 4)

O Alcorão foi revelado na língua árabe e como dissemos anteriormente o seu texto e o seu significado vem de Deus, por isso qualquer explicação que venha a ser feita a cerca de um ou mais versículos na língua árabe não é considerado Alcorão e sim é chamado de Tafsir ( exegese).

O mesmo acontece com as traduções, por mais perfeitas e precisas que essas possam parecer, elas não são chamadas de Alcorão e sim de explicações dos significados do Alcorão.

Outra particularidade do Alcorão é a facilidade, Deus facilitou a sua recitação, a sua memorização, o seu entendimento e a pratica dos seus ensinamentos, diz Deus o Altíssimo:

" Em verdade, facilitamos o Alcorão, para a admoestação."

" Em verdade, facilitamos o Alcorão para a recordação." (Alcorão Sagrado 54:17 e 22)

e diz:

"Em verdade, temos-te facilitado ( o Alcorão ) em tua língua para que meditem." (Alcorão Sagrado 44:58)

E como conseqüência dessa facilidade vemos homens, mulheres, velhos, crianças, árabes e não árabes (mesmo que não saibam nada acerca do idioma árabe), todos memorizando esse Livro e recitando os seus versículos nas suas casas, nas mesquitas e onde mais desejam.

O Alcorão é a última das mensagens reveladas por Deus, por isso Ele é destinado a toda a humanidade e é válido em todas as épocas, as suas leis são sempre atuais. Ele continua da mesma forma em que foi revelado ao profeta, sem que se alterasse uma única letra, pois Deus se responsabilizou em preservá-lo, diz Deus o Altíssimo:

" Nós revelamos a Mensagem e somos o Seu Preservador." (Alcorão Sagrado 15:9)

e diz:

"Este é um Livro veraz por excelência. A falsidade não se aproxima dele ( o Livro ), nem pela frente, nem por trás; é a revelação do Prudente, Laudabilíssimo."(Alcorão Sagrado 41:41 e 42)

Outra particularidade é a abrangência, o Alcorão abrange todos os aspectos da vida. Ele trata da crença, das virtudes morais, do comportamento, das leis comerciais, das relações internacionais, da política interna, das relações familiares e etc...

Ele não foi destinado a um povo específico ou a um determinado grupo de pessoas, ele foi destinado a toda humanidade, diz Deus o Altíssimo:

"O mês de Ramadan foi o mês em que foi revelado o Alcorão, orientação para a humanidade." (Alcorão Sagrado 2:185)

e diz:

"Certamente, não é mais do que uma mensagem, para os mundos." (Alcorão Sagrado 81:27)

e diz:

"Temos-te revelado, pois, o Livro, que é uma explanação de tudo, é orientação, misericórdia e alvíssaras para os muçulmanos ( submissos à vontade de Deus )."(Alcorão Sagrado 16:89)

O Alcorão é o maior milagre do profeta Muhammad, é um milagre em todas as épocas, e como prova disso Deus desafiou os gênios e os humanos a apresentarem algo semelhante ao Alcorão, diz Deus o Altíssimo:

"Dize-lhes: Mesmo que os humanos e os gênios se tivessem reunido para produzir coisa similar a este Alcorão, jamais teriam feito algo semelhante, ainda que se ajudassem mutuamente." (Alcorão Sagrado 17:88)

e diz:

"Ou dizem: Ele o forjou! Dize: Pois bem, apresentai dez suratas forjadas, semelhantes às dele, e pedi (auxílio), para tanto, a quem possais, em vez de Deus, se estiverdes certos." ( Alcorão Sagrado 11:13)

e diz ainda:

"E se tendes dúvidas a respeito do que revelamos ao Nosso servo e adorador (Muhammad), componde uma surata semelhante às dele ( o Alcorão ), e apresentai as vossas testemunhas, independente de Deus, se estiverdes certos. Porém, se não o fizerdes e certamente não podereis fazê-lo temei, então, o fogo infernal cujo combustível serão as pessoas e os ídolos; fogo que está preparado para os incrédulos." (Alcorão Sagrado 2:23 e 24)

Ele veio com uma mensagem que anulava toda crença politeísta, anulando assim a crença do seu povo e que o Alcorão era revelado por Deus, por isso eles se esforçaram de todas as formas para provar que o profeta era um mentiroso, um farsante, para que assim pudessem defender a sua crença.

E com tudo isso não conseguiram criar algo semelhante ao Alcorão, e esse desafio continua de pé até hoje. O milagre alcorânico não é limitado a um único aspecto, mas abrange vários pontos, e é consenso o fato de que a mente humana não conseguiu até agora abranger todos os ângulos desse milagre, e cada vez que se aumenta a análise em cima dos versículos do Alcorão, se descobrem novos pontos antes desconhecidos.

O Alcorão é um milagre na sua eloqüência a esse respeito disse um dos coraixitas:

"Por Deus nenhum de vocês sabe mais a respeito de poesia do que eu e nem sabe mais a respeito da composição da poesia do que eu. Por Deus o que ele ( o profeta ) diz não se assemelha a nada disso. Por Deus o que ele diz é de uma imensa beleza e de uma suavidade que prende a atenção, a sua parte mais elevada da frutos e a sua parte mais baixa é puro refinamento, nada o supera e ele destrói o que está abaixo dele."

Outro ponto que chama a atenção é o fato de não haver mudanças de estilo e nem contradições nesse Livro. Nenhuma mente humana poderia escrever um livro durante vinte e três anos sem que se percebesse mudanças no seu estilo, mudanças essas vindas em decorrência do amadurecimento, do aperfeiçoamento e das diversas experiências vividas pelo autor, por acaso os grandes escritores como Carlos Drumond de Andrade, Vinícius de Morais e Fernando Pessoa não passaram por diversas fases no decorrer das suas vidas literárias?

E como explicar a ausência de contradições num Livro que foi revelado em partes, sendo revelados alguns versículos de um capítulo, e em seguida versículos de um outro capítulo, e em seguida um capítulo inteiro?

O Alcorão contém verdades científicas que só foram descobertas recentemente, fatos relacionados com a criação do universo, fatos ligados a astronomia, o ciclo das águas, os mares, os reinos vegetal e animal e a reprodução humana entre outros, eis aqui alguns exemplos:

a)  Quem poderia imaginar que os céus, as estrelas e os planetas são originados por gases, pois bem a ciência com o desenvolvimento de aparelhos descobriu que a origem do universo se deu através de gases e que ainda há estrelas se formando com o que resta desses gases, diz Deus no Alcorão:

"Então, abrangeu, em Seus desígnios, os céus quando esses ainda eram gases, e lhes disse, e também à terra: Juntai-vos, de bom ou de mau grado! Responderam: Juntamo-nos voluntariamente." (Alcorão Sagrado 41:11)

b)  Os cientistas descobriram que ainda há estrelas nascendo e que as constelações estão se afastando umas das outras e como conseqüência o universo continua se expandindo, diz Deus o Altíssimo:

"E construímos o firmamento com poder e perícia, e Nós o estamos expandindo." (Alcorão Sagrado 51:47)

c)   Os cientistas descobriram que o brilho da lua, nada mais é do que o reflexo da luz do sol, diz Deus o Altíssimo:

"Fizemos da noite e do dia dois exemplos; enquanto obscurecemos o sinal da noite, fizemos o sinal do dia para iluminar-vos, para que procurásseis a graça de vosso Senhor, e para que conhecêsseis o número dos anos e o seu cômputo; e explanamos claramente todas as coisas" (Alcorão Sagrado 17:12)

e diz:

"Bendito seja Quem colocou constelações no firmamento e pôs, nele, uma lâmpada e uma lua refletidora" (Alcorão Sagrado 25:61)

d) A ciência descobriu que toda vez que o homem se eleva na atmosfera mais difícil fica para ele conseguir respirar, diz Deus o Altíssimo :

"A quem Deus quer iluminar, dilata-lhe o peito para o Islam; a quem quer desviar (por tal merecer), oprime-lhe o peito, como aquele que se eleva na atmosfera."(Alcorão Sagrado 6:125)

e) Os cientistas descobriram que as plantas são formadas de pares (machos e fêmeas), diz Deus o Altíssimo:

"Glorificado seja Quem criou pares de todas as espécies, tanto naquilo que a terra produz como no que eles mesmos geram, e ainda mais o que ignoram." (Alcorão Sagrado 36:36)

e diz:

"... e envia água do céu, com a qual faz germinar distintos pares de plantas." (Alcorão Sagrado 20:53)

Agora vejamos o que diz o pesquisador francês Maurice Bucaille a esse respeito em seu livro A Bíblia, o Alcorão e a ciência:

" Tomando em seguida as duas revelações que a haviam precedido, a revelação alcorânica é não somente isenta das contradições dos relatos dos Evangelhos, que trazem as diversas marcas de injunções humanas, mas ela também oferece a quem empreende o seu exame, objetivamente, à luz da ciência, o caráter que lhe é próprio duma concordância perfeita com os dados científicos modernos. De mais a mais, descobrem - se nelas, como foi demonstrado, enunciados de ordem científica, dos quais é inconcebível que um homem, na época de Muhammad, tivesse podido ser o autor ".

Esses são alguns dos vários lados do milagre Alcorânico.

...................................................................................

Fonte:

islamismo.org