عربي - Deutsch - Française - Português - Español - - Italiano - русский

Chat ao vivo

Chat ao vivo

Se quer colocar qualquer pergunta acerca do Islam!

Como se verter ao islamismo?

Como se verter ao islamismo?

Nos estamos do seu lado em qualquer tempo, Coloque a sua questao e nos as respondemos gracas a Allah

Por favor me digam quem era mohamed? e como foi sua revelação?

Melhor resposta - Escolhida por votação

Mohamed é o nome verdadeiro do Profeta Maomé.Fundador do Islã.

Maomé nasceu órfão no dia 29 de agosto de 570: seu pai morrera pouco antes de seu nascimento. Apesar disso, Maomé desfrutou uma infância alegre no ambiente dos beduínos, sob os cuidados de uma ama-de-leite chamada Halima (literalmente "a doce"), beduína do planalto de Hedjaz. Uma tradição hagiográfica conta que, ainda jovem, enquanto ele guardava os carneiros da família, ocorrera um milagre. Duas aparições luminosas, vestidas inteiramente de branco, aproximaram-se de Maomé e retiraram de seu peito um coágulo de sangue negro que foi atirado para longe.
Narrada pelo Corão, essa história tornou-se uma parábola da purificação divina a que foi submetido o profeta Maomé. Em 576, aos seis anos, acompanhou a mãe, Amina, do árabe "a [mulher] fiel", para Yathrib, atual Medina, onde ela sucumbiu a uma doença. Órfão de pai e mãe aos sete anos, foi acolhido calorosamente por Abd al-Muttalib, seu avô paterno, homem rico e influente, que o amava como a um filho. Chefe do poderoso clã árabe dos coraixitas, ele administrava o templo sagrado de Caaba, em Meca, construído no tempo de Abraão. Assim, Abd al-Muttalib era uma das personalidades mais poderosas da cidade. Idoso, ele morreu pouco depois de acolher o neto, aos 95 anos. O jovem ficava novamente sem proteção. Seu tio paterno, Abu Talib, ofereceu-lhe então a sua casa.
Durante uma caravana à Síria, Maomé viveu uma insólita experiência em Bosra: o encontro com o monge Bahira, que reconheceu nele o futuro profeta do Islã. Os dias e as semanas se passavam. Impressionada com a personalidade de Maomé, uma rica herdeira da tribo Coraixita, Kadidja, confiou-lhe seus negócios. Maomé desempenhou bem a tarefa, conduzindo com segurança os camelos e os homens de Kadidja para Meca. A probidade é uma das principais qualidades do futuro profeta, que já era chamado de al-Amin, "homem honesto". Kadidja, já com 40 anos, propôs casamento a Maomé, cerca de 15 anos mais jovem. Juntos eles tiveram sete filhos, mas só as meninas sobreviveram, uma das quais Fátima, futura esposa de Ali Ibn Abu Talib, que mais tarde seria empossado califa. O matrimônio celebrava a união de duas poderosas famílias de Meca e era o primeiro passo para uma profunda transformação no mundo oriental.
Maomé tem o hábito de fazer retiros espirituais (khalwa) nos arredores. Ele aprecia, em particular, praticá-los numa gruta chamada Hira, situada em um pequeno monte da região. Em 611, durante um desses retiros, o arcanjo Gabriel se revela a ele. O arcanjo solicita que Maomé leia os sinais árabes bordados em um longo pergaminho de seda. "Mas eu não sei ler!", responde, envergonhado. "Leia", insiste o arcanjo. "Mas não aprendi a ler", objeta mais uma vez. Gabriel então lê e pede para Maomé repetir: "Leia em nome de Teu Senhor que tudo criou, que criou o homem a partir de um coágulo de sangue". O primeiro versículo da revelação do Corão é assim declamado. Aterrorizado pela aparição, o profeta pensa que vai morrer. Gabriel desapareceu, após preveni-lo de que voltariam a se encontrar muitas vezes. Maomé desce então a colina rumo a sua casa em Meca. Sua esposa Kadidja fica preocupada com o seu comportamento e aspecto físico: "Cubra-me, cubra-me", pede ele.
Refeito do choque, Maomé narra a experiência que acabara de viver na montanha Nour. A tradição diz que a prece e o credo da unidade divina (chahada) foram os primeiros ensinamentos revelados ao profeta. Contando o segredo a Kadidja, fez dela a primeira muçulmana da história. Depois revelou o fato a Ali, filho de Abu Talib, então com dez anos, a Zaid, escravo liberto que se tornou seu filho adotivo, e a Abu Bakr, futuro primeiro califa (632-634). Várias personalidades de Meca e especialmente os seus parentes adotam em relação a ele uma atitude benevolente. Em pouco tempo, as "revelações" feitas a Maomé são conhecidas por todos em Meca. "O homem honesto" é um feiticeiro? Deve ter enlouquecido. Querer substituir o panteão sagrado pela veneração a um deus único, não seria um sinal de delírio? Quais são os milagres de Alá que ele pode invocar para impor essa religião? Maomé não curou leprosos nem paralíticos.
O Corão lembra porém que os milagres dos profetas que precederam Maomé foram ridicularizados pelo povo: "Nada teria impedido de te enviar [a Maomé] milagres, se as pessoas de outras épocas não já os tivessem considerado como mentiras". Nessa época, Meca é idólatra e seus habitantes veneram várias divindades pagãs, como Al-'Ozza, Al-Lât e Manât. Maomé vive em um meio social refratário ao monoteísmo. Os patrícios e os membros da oligarquia de Meca inquietam-se com a influência que Maomé passa a exercer sobre a comunidade. Os elementos mais ferozes da elite tentam obter o apoio de Abu Talib, chefe do clã dos Hâchim. Eles vão ainda mais longe e concebem um plano para prender o profeta sacrílego, exilá-lo e até mesmo matá-lo. Abu Talib opõe-lhes uma firme resistência e decide colocar-se ao lado de Maomé, o que r...............................................................

Fonte(s):

www.algosobre.com
pt.wikipedia.org