SJ Financial - шаблон joomla Joomla

 عربي - Deutsch - Française - Português - Español - - Italiano - русский

Chat ao vivo

Chat ao vivo

Se quer colocar qualquer pergunta acerca do Islam!

Como se verter ao islamismo?

Como se verter ao islamismo?

Nos estamos do seu lado em qualquer tempo, Coloque a sua questao e nos as respondemos gracas a Allah

Estou apaixonada por um 'habibi'. O que fazer?

A brincadeira aqui com a palavra 'habibi' que quer dizer 'meu amor' em árabe. Usa se esse termo para designar aquelas mulheres não-muçulmanas que encontraram o Islam através do amor por algum muçulmano e vem me escrever  querendo saber o que fazer. Caso ou não caso? Devo me converter? Devo dizer que esse é um assunto complexo então eu vou tentar simplificar o máximo possível.

Razão para se casar com um 'habibi':

- Estou apaixonada!
- Amo muito ele e não consigo ficar sem ele.

Essas são as únicas razões que eu já ouvi ou li dessas mulheres. Parece pouco, mas elas estão mesmo dispostas a tudo e não vão desistir da sua história de amor tão fácil.

Como eu sou muçulmana eu só vejo vantagens em um casamento com muçulmano, mas como as não-muçulmanas tem pensamento, personalidade e estilo de vida diferente das muçulmanas, então vou tentar ser o mais realista possível sobre o seu 'habibi' e você própria vai decidir.

Primeiro você deve saber que há regras geral entre os muçulmanos 'eles são' e regras que dependem da cultura como árabes, turcos, paquistaneses, ocidentais convertidos ao Islam, etc e regras individuais de cada um 'pode ser que ele'.

Vamos agora para algumas coisas que você deve saber sobre o seu 'habibi'.

* Ele não pode te obrigar a se converter ao Islam, não é bom que alguém se converta só para casar mas alguns muçulmanos insistem em ter uma esposa muçulmana (o que e natural um muçulmano desejar) então ele vai dizer "ou você se converte ou não caso". Então você deve decidir o que é prioridade na sua vida.

* Se você decidir se converter, procure antes estudar ao máximo sobre o Islam e tire todas as suas dúvidas, peça a ele tempo para você fazer isso.

* Você pode pedir para ele te ensinar, mas isso será muito superficial, não é porque ele é muçulmano que ele sabe ensinar o Islam. Prefira receber orientações de um Sheikh ou de uma professora de religião. 

* É bom você saber o que é islâmico e o que é específico da cultura dele.

Caso você não se converta e se case mesmo assim:

* Aceite que ele é muçulmano e as regras do Islam, não pense que o seu amor vai mudá-lo, é você que vai ter que se adaptar ao Islam e a cultura regional dele, e nunca ele à sua.

* Os filhos serão muçulmanos, não há negociação quanto a isso. Não tem essa de que vão ensinar as duas religiões ou eles próprios vão escolher.

* Você vai ter que ir a igreja e praticar a sua religião junto com seus parentes cristãos. Não vai ter natal, páscoa e outras festas na sua casa, e raramente algum muçulmano vai aceitar que você vá participar dessas festas na casa dos seus parentes.

* Em caso de divórcio os filhos ficam com o pai.

* Não vai ter bebida alcoólica na sua casa e nem voces vão frequentar lugares em que consomem bebida alcoolica como brazinhos etc.

* Se ele for na casa dos seus parentes, você vai ter que checar todas as vezes para ver se a comida que será oferecida a ele está de acordo com os princípios islâmicos (que contenham carne de porco ou derivados, animais nao islamicamente abatidos e comidas que contanham algo alcoolico em sua preparacao). E na sua casa comida proibida pelo Islam não entra.

* No momento que vocês se casarem(e muitas vezes antes de casar) você vai ter que dar adeus ao seu guarda-roupa, ele vai comprar roupas novas para você. Pode ser que você não tenha que se vestir como muçulmana, mas no mínimo você nunca mais usará mini saia, blusinhas segunda pele, calcas apertadas coladas ao corpo e decotes.

* A chance da família dele te aceitar não é muita. Você vai ter que se esforçar para se dar bem com a família dele (isso é muito importante).

* Os homens muçulmanos são muito protetores e ciumentos, você não vai ficar circulando pela cidade sem a autorização dele para sair.

* Jamais ofenda o Islam ou/e a cultura dele ou você arrumará um inimigo.

* A família é muito importante, os amigos dele nunca serão mais importante do que a família.

* Você não vai falar com ele da mesma forma que fala com qualquer um ( como vejo muito aqui no Brasil). Você trata os seus pais igual qualquer um? O marido também não. Ele é o líder da família mesmo que você trabalhe fora. No islam não existe igualdade, o marido e o chefe do lar, e ele tem a ultima palavra nas decisões. Tambem nao altere sua voz com ele você apartir do dia que fizer isso sera detestada.

* Embora a obrigação de cuidar dos filhos seja da mulher, garantir o ambiente islâmico no lar costuma ser do homem. Ele está sempre vigiando para ver se as coisas estão nos trilhos.

*Mais uma vez conheça bem o Islam e os direitos que o Islam dá as mulheres, pois a única coisa que vai fazer você convencer-lo a mudar em caso de problemas é o Islam.



Desejo a vocês um feliz casamento, in sha Allah!

ps: Se você é judia ou de outra religião as regras são as mesmas.

................................................................................................

Fonte:

http://muculmanaonline.blogspot.com